Header Ad

Polícia Civil combate furto de energia em três pontos de Várzea Grande

30 de novembro de -0001

Uma operação com o objetivo de combater crimes de furto de energia e estelionato foi deflagrada, na terça-feira (09.05), pela Polícia Judiciária Civil (PJC-MT), por meio da Delegacia Especializada de Roubos e Furtos de Várzea Grande (Derf-VG), com apoio da Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec). Entre os alvos da operação, estavam duas empresas e um particular, que geraram prejuízo de mais de R$ 140 mil.

As investigações contra o suspeito I.G.L.S. iniciaram após várias denúncias de ele fazer a função de “gateiro”, terminologia utilizada para pessoas que realizam furto e estelionato de energia, conhecido popularmente como “gato”. O suspeito possuía em sua residência duas unidades consumidoras de energia e, durante as investigações, foi constatado que ele exercia a profissão de eletricista de forma autônoma.

Na casa do investigado, foi possível verificar o registro maior do que o valor que ele vem pagando, uma vez que no local funciona uma tapeçaria, atividade que aumenta consideravelmente o consumo de energia. O suspeito não foi localizado e será autuado em inquérito policial. Os outros dois alvos da operação foram duas empresas do ramo alimentício em Várzea Grande.

O proprietário de um dos mercados foi autuado em flagrante pelo furto de energia. Em relação ao segundo mercado, a proprietária foi conduzida à delegacia para prestar esclarecimentos, uma vez que a energia consumida a princípio era a registrada pelo padrão, porém a Polícia aguarda o laudo pericial para confirmar se o relógio registrava o consumo menor que o real.

Segundo a delegada, Jannira Laranjeira Siqueira Campos, o furto de eletricidade existe quando a energia é religada sem registro algum no padrão, a fim de impedir que gere conta a pagar. Já o estelionato ocorre quando a unidade consumidora passa a registrar consumo menor em razão da intervenção.

“Os débitos dos três alvos juntos ultrapassam o prejuízo de R$ 140 mil. Esse prejuízo não é somente da empresa prestadora de serviço, mas também do Estado de Mato Grosso, que deixa de recolher tributos proporcionais ao real consumo”, destacou.

You may be interested

Sociedade Civil se une na elaboração do Plano Nacional de Combate à Corrupção
Notícias de Mato Grosso
0 shares3 views
Notícias de Mato Grosso
0 shares3 views

Sociedade Civil se une na elaboração do Plano Nacional de Combate à Corrupção

CONEWS - maio 27, 2017

A promoção da ética e o combate à corrupção tornaram-se foco da sociedade brasileira esta semana. Segundo pesquisas realizadas, recentemente,…

Parceria entre TCE e MPE é tema de palestras para novos promotores
Notícias de Mato Grosso
0 shares1 views
Notícias de Mato Grosso
0 shares1 views

Parceria entre TCE e MPE é tema de palestras para novos promotores

CONEWS - maio 27, 2017

A parceria entre o Tribunal de Contas e o Ministério Público Estadual foi tema central de uma série de conferências…

Notícias de Goiás
0 shares2 views

Campanha preventiva de doenças bucais será no Centro Odontológico do Planalto

CONEWS - maio 27, 2017

Leave a Comment

Your email address will not be published.