Header Ad

BNDES libera recursos para Instituto Butantan desenvolver vacina da dengue

30 de novembro de -0001
19 Visualizações

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) aprovou apoio não reembolsável, no valor de R$ 97,2 milhões, à Fundação Butantan, para o desenvolvimento de vacina tetravalente contra a dengue. Os recursos, do Fundo Tecnológico do BNDES (BNDES Funtec), correspondem a 31% do investimento total, de R$ 305,5 milhões, e serão destinados ao custeio de ensaios clínicos e construção da planta de escalonamento para fornecimento da vacina.

O BNDES Funtec é uma forma de apoio financeiro não reembolsável a projetos de pesquisa aplicada, desenvolvimento tecnológico e inovação.

Trata-se da continuidade do apoio do BNDES, em conjunto com o Ministério da Saúde, para o desenvolvimento da vacina de dengue pelo Instituto Butantan, uma iniciativa extremamente importante para a saúde pública, não só para o Brasil, mas para vários outros países em que a doença é endêmica.

O projeto contribuirá ainda para a evolução das competências técnicas necessárias para o desenvolvimento de vacinas no país e formação de equipes qualificadas para condução de estudos clínicos.

Considerando a faixa etária de indicação da vacina de dengue, o público beneficiado pela vacina será de cerca de 180 milhões de pessoas no Brasil, quase a totalidade da população. Apesar de ser esperado que sua liberação se dê em âmbito nacional, o impacto será mais fortemente sentido nas regiões endêmicas — em geral, as mais carentes do país, com saneamento básico precário e alta densidade populacional.

Vacinas biológicas

As vacinas são produtos biológicos baseados em organismos vivos, com estruturas moleculares complexas, e seus processos de desenvolvimento e produção podem variar consideravelmente.

Os processos de pesquisa e desenvolvimento, registro e produção de vacinas têm elevado custo e complexidade, com tempo médio de desenvolvimento de 12 anos e custo total que pode atingir US$ 1 bilhão.

Projeto

O ensaio clínico em desenvolvimento pelo Instituto Butantan – o maior já realizado integralmente no Brasil – tem o objetivo de avaliar a eficácia e segurança da vacina em um grupo abrangente de voluntários.

O estudo será integralmente realizado no Brasil, em parceria com o Instituto Adolfo Lutz e 14 centros de pesquisa, sob coordenação da USP, envolvendo aproximadamente 17 mil voluntários. O desenvolvimento clínico tem transcorrido de forma satisfatória, com resultados preliminares que demonstram segurança e eficácia da vacina.

A planta de escalonamento será utilizada na etapa final dos testes clínicos e, uma vez registrada a vacina, estará apta a produzir 24 milhões de doses ao ano.

Dengue

Transmitida pelo mosquito Aedes aegypti, a dengue é uma doença infecciosa viral que se espalha rapidamente pelo mundo, sendo endêmica em mais de 100 países na África, nas Américas, no Mediterrâneo Oriental, no Sudeste Asiático e no Pacífico Ocidental.

A incidência global da doença aumentou 30 vezes nos últimos 30 anos, com ampliação e expansão geográfica para novos países. Os motivos para a disseminação não são claros, mas parecem relacionados à propagação do vetor (mosquito) em regiões de clima quente e chuvoso, com infraestrutura precária de saneamento básico. Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), estima-se cerca de 390 milhões de casos de dengue no mundo.

No Brasil, o maior surto ocorreu em 2013, com cerca de 2 milhões de notificações. Esse ano, até setembro, foi registrado mais de 1,4 milhão de casos prováveis, com 563 mortes confirmadas.

A Fundação Butantan é uma entidade sem fins lucrativos, com autonomia financeira, administrativa e patrimonial, sediada em São Paulo, que atua como o braço financeiro e administrativo do Instituto Butantan. Estatutariamente, a Fundação Butantan tem como principal atribuição apoiar o desenvolvimento de atividades científicas, tecnológicas, culturais e de assistência social do Instituto.

*Com informações do BNDES

RECOMENDAMOS

Brasil
0 shares33 views

Temer: se reforma da Previdência não for votada este ano, será no início de 2018

CONEWS - dez 10, 2017

O presidente Michel Temer disse neste domingo (10) que a reforma da Previdência será aprovada, se não em 2017, "no…

Senado fará esforço concentrado para votar propostas às vésperas do recesso
Brasil
0 shares29 views
Brasil
0 shares29 views

Senado fará esforço concentrado para votar propostas às vésperas do recesso

CONEWS - dez 10, 2017

Às vésperas do recesso legislativo, que oficialmente começa no dia 23, os próximos 10 dias úteis de trabalho no Senado…

Brasil deixou recessão para trás, diz Temer na Argentina
Brasil
0 shares32 views
Brasil
0 shares32 views

Brasil deixou recessão para trás, diz Temer na Argentina

CONEWS - dez 10, 2017

O presidente Michel Temer declarou neste domingo (10) que a economia do Brasil deixou a recessão para trás com a…

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.