Header Ad

Rival da Tesla é acionada por suposta dívida de US$ 1,8 milhão

30 de novembro de -0001
129 Visualizações

A Faraday Future, conhecida como rival da fabricante de carros elétricos Tesla, está sendo acionado por uma dívida de US$ 1,8 milhão, segundo a agência AP. O valor seria referente a trabalhos gráficos e digitais da apresentação da marca na CES, em Las Vegas, no início do mês.

A ação foi efetivada no dia 13 de janeiro, no tribunal estadual da Califórnia. Via Twitter, a Faraday se pronunciou sobre o caso: “Vamos tomar as ações legais contra fornecedores que falharam em cumprir os requerimentos do contratuais para proteger os interesses da companhia”.

O Mill Group, que está movendo o processo contra a Faraday, alega quebra de contrato, dizendo que foram pagos apenas U$ 20 mil de uma conta de US$ 1,82 milhão, desde a conclusão do trabalho em outubro.Faraday planeja fábrica
A Faraday Future anunciou que produzirá carros em Nevada, nos Estados Unidos, em 2018, em uma fábrica com investimento de US$ 1 bilhão. No entanto, a construção da fábrica foi suspensa em novembro.

Carro de 1.000 cv
Segundo a nova fabricante, os motores elétricos do FF 91, carro apresentado na CES, produzem o equivalente a 1.064 cavalos de potência e aceleram de 0 a 96 km/h em 2,39 segundos – uma marca que o colocaria à frente de modelos como Ferrari, Bugatti e até mesmo da Tesla.

A bateria de 130 kWh é capaz de fornecer energia para mais de 600 km com apenas uma carga. Para recarregar em casa, o veículo leva 4 horas e meia para atingir 50% do total.

Mas o FF 91 pode ser tão inteligente, quanto é potente. Ele possui sistemas de condução autônoma e reconhecimento facial para destravar as portas com a chegada do motorista.

As câmeras internas também podem perceber o humor dos passageiros, que levam o carro a ajustar automaticamente a luz, a música e até o cheiro do interior.

Gafe
No entanto, nem tudo foi perfeito na esteria mundial na CES. Durante a apresentação, um dos fundadores e principais investidores da Faraday Future, o bilionário chinês Jia Yueting, passou vergonha.

Ele chegou a bordo do carro, já no fim da apresentação, e iria demonstrar o sistema de “vallet autônomo”. Com um simples aperto de botão do lado de fora da porta do motorista, o carro deveria ir buscar sozinho uma vaga para estacionar.

Mas quando Jia Yueting apertou o botão, o carro não se moveu. Ele e o vice-presidente de engenharia e desenvolvimento, Nick Sampson, ficaram parados esperando. Nada aconteceu.

Jia passou então a fazer o seu discurso, e depois houve mais uma tentativa com as luzes apagadas em que o carro se moveu sozinho.

Em outubro, Jia Yueting já havia passado por constrangimento no lançamento do protótipo elétrico LeSee, também nos Estados Unidos. Na ocasião, o veículo não chegou a tempo para a apresentação e ele entrou a pé no palco.

Reservas
Mesmo sem um preço final anunciado, as primeiras unidades do FF 91 já podem ser reservadas, mediante um depósito de US$ 5 mil. Segundo a agência Reuters, a estimativa é de que ele custe cerca de US$ 180 mil nos Estados Unidos.

Os 300 primeiros veículos serão de uma edição especial, chamada de “Alliance Edition”, que será exibida em março. A produção e a entrega está prevista para começar em 2018.

A Faraday Future tenta seguir os passos da Tesla, que começou em 2003 e ainda luta para tornar o negócio de esportivos elétricos lucrativo, enquanto se torna uma referência em tecnologia.

RECOMENDAMOS

Brasil
0 shares34 views

Ações de combate ao trabalho escravo e infantil vão continuar, garante ministro

CONEWS - jul 26, 2017

O Ministério do Trabalho anunciou hoje (26) que as operações da pasta para o combate ao trabalho escravo e ao…

Brasil
0 shares32 views

Temer prorroga saque do FGTS para quem comprovar dificuldade em ir às agências

CONEWS - jul 26, 2017

O presidente Michel Temer prorrogou a data limite para saque das contas inativas do Fundo de Garantia do Tempo de…

Brasil
0 shares36 views

Secretário quer criar comitê para ações do Plano Nacional de Segurança no Rio

CONEWS - jul 26, 2017

O secretário de estado de Segurança do Rio de Janeiro, Roberto Sá, propôs a criação do Comitê Especial de Segurança…

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.