Header Ad

Em alta, Éverton Ribeiro não descarta volta ao Brasil e sonha com a Seleção

30 de novembro de -0001
17 Visualizações

“Camisa 10”, capitão e ídolo dos torcedores do Al Ahli, dos Emirados Árabes, o meia Éverton Ribeiro vive um bom momento no futebol do Oriente Médio e vai em busca, em março, do seu quinto título no clube que defende desde o início de 2015. Com duas conquistas na última temporada, Ribeiro tenta mais títulos com o Al Ahli, e falou com o GloboEsporte.com sobre seu sucesso.

– Deu tudo certo na
temporada, fui o melhor meia do torneio (Campeonato dos Emirados Árabes), fui um dos campeões do ano. Nesta temporada,
estamos brigando pelo título novamente. Ganhamos mais dois troféus (na temporada passada), está
sendo mais um ano muito bom para mim.

Éverton Ribeiro conquistou um campeonato nacional (temporada 2015/2016), duas Supertaças dos Emirados Árabes (2014 e 2016), além de uma final entre o campeão dos Emirados Árabes e do Marrocos. Na temporada 2016/2017, o time está em quarto lugar no campeonato do país e ainda está na final da copa nacional, que será disputada em março contra o Shabab Dubai. Além disso, em 2015, conseguiu capitanear a equipe a uma inédita final de Liga dos Campeões da Ásia, perdida para o Guangzhou Evergrande, da China.

Na atual temporada, Éverton Ribeiro tem 21 partidas e três gols marcados. O jogador tem contrato com o Al Ahli até 2018, mas descarta um retorno ao futebol brasileiro, caso apareça uma boa proposta. Entretanto, acredita em um retorno ainda este ano.

– Eu penso, sim, em voltar para o
Brasil quando pintar uma oportunidade boa. Não descarto, sempre um
prazer jogar aí, onde tem um campeonato forte, é o meu país, onde
conheço muita gente, tenho grandes amigos. Mas acho
difícil estar voltando agora, não tive proposta nenhuma,
mais especulação mesmo. Quando pintar, vou analisar e ver o que é melhor
para a sequência da minha carreira.

Por atuar em um futebol que não é televisionado para o Brasil, por exemplo, Éverton Ribeiro é menos visto por torcedores e, claro, também pelo técnico Tite. Entretanto, o jogador não desiste do sonho de retornar à Seleção, à qual já defendeu em seis oportunidades, entre 2014 e 2015, contando quatro amistosos e dois jogos pela Copa América. 
– A gente sabe que é mais
difícil ser convocado atuando por aqui. O que sempre falo é que tenho
que tentar fazer o melhor, sendo chamado ou não, porque pintar a
oportunidade, e tenho que estar atuando da melhor maneira,
sempre em alto nível.

Sobre o Cruzeiro, clube em que conquistou dois Campeonatos Brasileiros e um Campeonato Mineiro e em que se destacou para o futebol mundial, Éverton Ribeiro disse que acompanha a equipe, apesar da dificuldade de acesso às partidas. O presidente do Cruzeiro, inclusive, já disse que ainda tem o sonho de trazer Éverton e Ricardo Goulart.

– Foi um ano de altos e
baixos, que a equipe teve que correr atrás por uma situação difícil, mas
eles foram competentes e conseguiram terminar bem o ano, com boas
perspectivas para esta temporada e agora vem forte para
poder ficar almejando títulos. Às vezes assisto pela
televisão, quando dá, às vezes acabando só sabendo o resultado, porque é
mais difícil acompanhar daqui. Mas sempre acabo acompanhando.

RECOMENDAMOS

Brasil
0 shares13 views

Mulheres ganham 16% a menos do que os homens na Europa

CONEWS - nov 22, 2017

A igualdade de gênero e o empoderamento das mulheres é um dos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável para o mundo, a…

Brasil
0 shares5 views

Casal Garotinho é acusado de organização criminosa e corrupção

CONEWS - nov 22, 2017

As prisões do ex-governador do Rio Anthony Garotinho e de sua mulher, a também ex-governadora Rosinha Garotinho, foram determinadas pelo…

Brasil
0 shares20 views

Casal Garotinho é acusado dos crimes de organização criminosa e corrupção

CONEWS - nov 22, 2017

As prisões do ex-governador do Rio Anthony Garotinho e de sua mulher, a também ex-governadora Rosinha Garotinho, foram determinadas pelo…

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.