Header Ad

Conab prevê safra de grãos de quase 223 milhões de toneladas

30 de novembro de -0001
13 Visualizações

O governo brasileiro reforçou, nesta quinta-feira (9/3), seu otimismo em relação à safra recorde de grãos 2016/2017. No 6º relatório referente ao atual ciclo, divulgado pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), a estimativa foi revisada para cima e passou a ser de 222,907 milhões de toneladas.

O relatório anterior, publicado em fevereiro, apontava para uma produção total de 219,142 milhões de toneladas. Se confirmado, o volume colhido representará um crescimento de 19,5% em relação à temporada 2015/2016, com a produção de grãos calculada em 186,610 milhões de toneladas pelos técnicos da Conab.

“O crescimento se deve à recuperação da produtividade média das culturas, agora livres da influência das más condições climáticas da safra passada, e ao aumento de área”, resume a Conab, em nota divulgada em seu site oficial.

Principal cultura agrícola brasileira, a oleaginosa teve a projeção revisada de 105,558 para 107,614 milhões de toneladas. Na avaliação dos técnicos, o clima favorável nos diversos estágios de desenvolvimento das lavouras além da melhoria dos pacotes tecnológicos levam à safra recorde.

Se confirmada a expectativa da Conab, a produção de soja na safra 2016/2017 será 12,8% maior que a do ciclo anterior, quando, de acordo com a Companhia, saíram das lavouras brasileiras 95,434 milhões de toneladas do grão.

A expectativa para a produção de milho também melhorou em relação ao relatório de fevereiro. O número foi revisado de 87,408 milhões para 88,969 milhões de toneladas, considerando a safra de verão e a segunda safra, um aumento de 33,7% em comparação com a temporada passada.

Nos dois ciclos anuais da cultura, a produção deve ser maior que a da safra 2015/2016. O primeiro ciclo, em fase de colheita em boa parte das regiões, foi revisado de 28,816 para 29,299 milhões de toneladas. Na safrinha, já sendo plantada, a estimativa passou de 58,591 milhões para 59,669 milhões de toneladas.

A Conab também revisou para cima sua estimativa para a produção de arroz de 11,865 milhões para 11,966 milhões de toneladas, somando as lavouras de sequeiro e irrigadas. Se confirmado, será um aumento de 12,9% em relação à safra 2015/2016, quando a colheita foi de 10,603 milhões de toneladas.

A projeção para a safra de algodão também foi elevada no relatório deste mês. A produção de caroço passou de 2,134 milhões para 2,167 milhões de toneladas. A de pluma, foi reajustada de 1,421 milhão para 1,443 milhão de toneladas.

A Conab manteve praticamente estável sua estimativa para a produção de feijão, considerando as variedades carioca, caupi e preto. Somados os três ciclos anuais da cultura, o número foi levemente revisado para baixo, de 3,276 milhões para 3,274 milhões de toneladas.

A primeira safra do grão deve render 1,382 milhão de toneladas. As lavouras da segunda safra devem render 1,219 milhão, acrescidas de 672,6 mil toneladas estimadas pelos técnicos para a terceira safra de feijão.

Área
A área plantada na safra 2016/2017 é estimada pela Conab em 59,99 milhões de hectares. O número considerada as culturas de verão e de inverno. Se confirmado, representará um crescimento de3 2,8% em relação à safra passada, quando foram semeados 58,33 milhões de hectares.

RECOMENDAMOS

Brasil
0 shares5 views

Três homens são mortos em operação da polícia na Cidade de Deus

CONEWS - nov 21, 2017

A Polícia Civil do Rio de Janeiro realizou hoje (21) uma operação na Cidade de Deus, zona oeste da cidade,…

Brasil
0 shares7 views

TRF2 ordena nova prisão de Picciani, Melo e Albertassi após decisão da Alerj

CONEWS - nov 21, 2017

O Tribunal Regional Federal da 2a Região (TRF2) expediu uma nova ordem de prisão e afastamento do cargo para os…

Brasil
0 shares17 views

Em apresentação a diplomatas, CNI mostra dados que indicam fim da recessão

CONEWS - nov 21, 2017

Pela primeira vez nos últimos três anos todos os indicadores medidos pela Confederação Nacional da Indústria (CNI) evoluíram de forma…

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.