Header Ad

Em MS, saque do FGTS lota bancos, causa dúvidas e ‘alivia’ trabalhador

30 de novembro de -0001
18 Visualizações

A manhã desta sexta-feira (10) foi de muito movimento em agências da Caixa Econômica Federal, em Campo Grande, por conta do primeiro dia para saques de dinheiro de contas inativas do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço, o FGTS.
As agências abriram mais cedo e mesmo assim teve gente que chegou antes. Houve filas e muitas dúvidas de quem foi em busca do FGTS. Em uma agência, funcionário orientou quem esperava. O policiamento foi reforçado por conta da maior circulação de dinheiro.
Quem conseguiu sacar comemora a certeza de poder realizar o planejado quando o dinheiro era apenas uma possibilidade. “Saiu em muita bora hora. Vou pagar várias contas pequenas que vão dar alívio muito grande”, fala o moldurista Jean Ortega, de 33 anos. Ele não teve problemas para retirar R$ 2 mil de cinco contas.

 

Flávia Carolina Ramos da Silva, de 25 anos, e o marido motorista viajaram 84 quilômetros para sacar o dinheiro. Na cidade em que eles moram, em Ribas do Rio Pardo, só há casa lotérica e eles não puderam retirar lá.
O saque é de três contas do marido de Flávia, que faz aniversário em fevereiro e acompanhou todos os procedimentos pelo aplicativo do banco. Com o dinheiro em mãos, a ideia é pagar contas e investir. “A gente vai pagar algumas dívidas e investir uma parte porque meu marido quer fazer uns cursos, aumentar classificação da carteira dele”, contou Flavia ao G1, que também tem valores a receber, mas com previsão para junho.

O estudante de administração de empresas, José Pereira, de 48 anos, sacou R$ 950 e está feliz da vida. “Paguei o aluguel e vou guardar R$ 500 para um momento de emergência”, disse.

 

Outro lado
Entre tantos que lotaram as agências em busca de FGTS, tinha gente que não conseguia sacar dinheiro porque não havia agendado o recebimento, trabalhador que não faz aniversário em janeiro e fevereiro e muitos em busca de informação sobre o que fazer para retirar os valores.

O taxista Joaquim de Santana, de 34 anos, saiu da agência decepcionado, porém, com a esperança de sacar em outro local os R$ 5 mil de três contas inativas. É que a informação que consta para ele é que deveria procurar uma casa lotérica.  “Com esse dinheiro vou pagar várias contas”.

O motorista Edson Machado, de 48 anos, usaria o dinheiro para comprar um portão para a casa dele. “A gente tem direito, chega na expectativa que vai ter o valor e não tem nada. Vou para o trabalho e mais tarde volto na agencia pra tentar resolver”, falou.
Alguns trabalhadores conversaram com o G1 sobre os saques e preferiram não dar detalhes como nome e valores alegando questão de segurança.Agências
Em Mato Grosso do Sul há 50 agências da Caixa Econômica Federal, nove postos de atendimento, 167 casas lotéricas, 30 correspodentes e 48 terminais de autoatendimento.

 

RECOMENDAMOS

Brasil
0 shares5 views

Três homens são mortos em operação da polícia na Cidade de Deus

CONEWS - nov 21, 2017

A Polícia Civil do Rio de Janeiro realizou hoje (21) uma operação na Cidade de Deus, zona oeste da cidade,…

Brasil
0 shares7 views

TRF2 ordena nova prisão de Picciani, Melo e Albertassi após decisão da Alerj

CONEWS - nov 21, 2017

O Tribunal Regional Federal da 2a Região (TRF2) expediu uma nova ordem de prisão e afastamento do cargo para os…

Brasil
0 shares17 views

Em apresentação a diplomatas, CNI mostra dados que indicam fim da recessão

CONEWS - nov 21, 2017

Pela primeira vez nos últimos três anos todos os indicadores medidos pela Confederação Nacional da Indústria (CNI) evoluíram de forma…

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.