Header Ad

Se tivesse Abel, PSG nunca levaria seis gols do Barcelona, diz PC Vasconcellos

30 de novembro de -0001
15 Visualizações

Treinador do Fluminense, Abel Braga teve uma longa trajetória como jogador antes de virar técnico, inclusive com passagem pelo Paris Saint-Germain, como zagueiro, no final da década de 70. Ao elogiar o comandante tricolor, no “Redação SporTV”, o comentarista Paulo Cesar Vasconcellos arriscou dizer que o PSG jamais deixaria o Barcelona golear e virar o jogo na Liga dos Campeões se Abelão fosse o treinador – em 2006, o treinador foi campeão do mundo com o Internacional em cima do Barça, com vitória simples por 1 a 0 (assista ao vídeo).

– Posso dizer uma coisa? Se é o Abel treinando o PSG, o Barcelona não ganha de seis nunca, nunca! A gente tem uma mania, desde o 7 a 1, de colocar o técnico brasileiro no fundo do poço. Se é o Abel que está à beira do campo dirigindo o PSG, onde ele atuou como zagueiro e é respeitadíssimo, o PSG não é eliminado da liga – disse, lembrando que o time francês havia vencido o primeiro jogo por 4 a 0 e acabou eliminado com uma derrota por 6 a 1. 

Para PC Vasconcellos, depois de conseguir uma larga vantagem no jogo de ida, o técnico Unai Emery pode ter “pecado” na preparação para o duelo de volta. O apresentador André Rizek até considerou a opinião de PC uma “tese boa”, mas preferiu dividir as responsabilidades.

– Queria colocar na conta dos jogadores do PSG também, eles foram muito covardes. Não sei se isso parte do técnico ou dos jogadores – afirmou.

O jornalista também lembrou o 7 a 1 sofrido pelo Brasil (para a Alemanha) na Copa do Mundo e afirmou que, em outras épocas, ninguém apostaria que Luiz Felipe Scolari protagonizaria tal vexame com a seleção brasileira. Naquela ocasião, Rizek viu o problema de preparação apontado por PC ao falar do PSG.

– É um pecado que para mim teve o Felipão no 7 a 1. Ele pecou na preparação para o jogo, ficou cultivando um luto pelo Neymar (que se lesionou), com bonezinho do Neymar, “vamos jogar pelo Neymar”, nem treinou direito o time. O Felipão dos bons tempos era faca nos dentes, “vamos sem o Neymar, esquece o Neymar” – completou. 

Ao vencer o PSG por 6 a 1, o Barcelona eliminou o time francês e avançou para as quartas de final da Liga dos Campeões. O próximo adversário será definido por sorteio. 

+ Barcelona faz o impossível e vai às quartas com gol aos 50 do segundo tempo+ Redação AM: “Já posso morrer!”, grita narrador após último gol do Barcelona

RECOMENDAMOS

Brasil
shares0 views

Cultura pode dinamizar a economia brasileira, diz ministro

CONEWS - nov 21, 2017

O ministro da Cultura, Sérgio Sá Leitão, defendeu nesta segunda-feira (20), em São Paulo, que "o Brasil pode se tornar…

Brasil
0 shares7 views

Três homens são mortos em operação da polícia na Cidade de Deus

CONEWS - nov 21, 2017

A Polícia Civil do Rio de Janeiro realizou hoje (21) uma operação na Cidade de Deus, zona oeste da cidade,…

Brasil
0 shares7 views

TRF2 ordena nova prisão de Picciani, Melo e Albertassi após decisão da Alerj

CONEWS - nov 21, 2017

O Tribunal Regional Federal da 2a Região (TRF2) expediu uma nova ordem de prisão e afastamento do cargo para os…

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.