Header Ad

Segurança pesa na hora da compra de imóveis, avaliam especialistas

30 de novembro de -0001
21 Visualizações

A decisão na hora de comprar uma moradia está relacionada, em geral, a localização do imóvel, questão financeira e a qualidade de vida. No entanto, de acordo com uma pesquisa realizada por uma imobiliária de Goiânia, 90% das pessoas avaliam que a segurança é o item que mais pesa.
De acordo com dados da Secretaria de Segurança Pública e Administração Penitenciária (SSPAP), houve uma queda de 39,3% nos índices de roubo em residências em Goiás em fevereiro deste ano, se comparado com o mesmo período do ano passado.Já na capital, a diminuição foi de 35,88%, no mesmo período avaliado. No entanto, apesar da queda, a sensação de insegurança ainda preocupa a população e isso reflete diretamente no mercado imobiliário.

Especialista em segurança privada e diretor-presidente do Grupo TecnoSeg, Ivan Hermano Filho explica que houve um aumento “explosivo” na procura por itens de segurança residenciais. Segundo ele, há 20 anos era necessário convencer a população da necessidade de segurança, mas, hoje, essa é a primeira necessidade em qualquer classe social.

“Houve um aumento explosivo nas vendas. As classes A e B sempre foram compradoras, mas, agora, além delas, temos as classes C e D que também buscam segurança e proteção. Temos um universo muito grande de produtos, desde itens baratos até itens caros e sofisticados, que atendem muitos públicos. Percebemos que o aumento da procura está ligado ao aumento da violência e à quantidade de crimes”, explica o especialista.

Guilherme Pinheiro de Lima, diretor da GPL Incorporadora, concorda que todos estão mobilizados em relação à segurança.“Em matéria de segurança, o que acontece é que vemos que não só no empreendimento de alto padrão. Temos empreendimentos na classe econômica, médio padrão, altíssimo padrão, e a gente sente que [segurança] é uma questão de todas as classes”, revela o diretor.

Medidas de segurança
A incorporadora, que tem um empreendimento de alto padrão na capital, diz que fez um grande investimento em segurança e promete valorizar ainda mais a região do Setor Marista. Segundo Guilherme, o empreendimento reflete a tendência da valorização de itens sofisticados de segurança.

“Vislumbramos no Parque Arquitetônico uma tecnologia de ponta na área da segurança. Buscamos trazer o que tem de mais bacana em segurança. Fizemos as primeiras guaritas blindadas, vidro resistente à bala. São três prédios independentes mas com três guaritas que se comunicam entre si, em sincronia”, conta.

Responsável por projetos de segurança em imóveis residenciais e complexos comerciais, Ivan participou do desenvolvimento do complexo. Ele explica que se trata de um projeto de proteção que envolve todo o quarteirão, já que câmeras e rastreadores são capazes de identificar o morador antes mesmo de ele chegar ao complexo.

“O que foi pensado é que o morador se sentisse seguro antes mesmo de cruzar o portão, porque, quem mora em prédio sempre medo da hora de chegar e sair do prédio e ter algum bandido, alguém que possa ameaçar, então, no parque, temos, no topo de cada prédio, câmeras dom, espalhada pela cidade. Elas se movimentam, tem um zoom poderoso, e com essa câmera no topo, tem visão grande da quadra próxima”, explica.

O especialista conta que, além disso, o morador tem opção de conectar o veículo na segurança do parque, por meio de um rastreador. “Se ele [proprietário] chegar mais tarde, o sistema identifica automaticamente em qual rua ele está vindo e as câmeras apontam para ela e o segurança fica observando, podendo alerta-lo de qualquer coisa”, completa Ivan.

* Danielle Oliveira é integrante do programa de estágio entre a TV Anhanguera e Faculdades Alfa, sob orientação de Elisângela Nascimento.

RECOMENDAMOS

Brasil
0 shares5 views

Três homens são mortos em operação da polícia na Cidade de Deus

CONEWS - nov 21, 2017

A Polícia Civil do Rio de Janeiro realizou hoje (21) uma operação na Cidade de Deus, zona oeste da cidade,…

Brasil
0 shares7 views

TRF2 ordena nova prisão de Picciani, Melo e Albertassi após decisão da Alerj

CONEWS - nov 21, 2017

O Tribunal Regional Federal da 2a Região (TRF2) expediu uma nova ordem de prisão e afastamento do cargo para os…

Brasil
0 shares17 views

Em apresentação a diplomatas, CNI mostra dados que indicam fim da recessão

CONEWS - nov 21, 2017

Pela primeira vez nos últimos três anos todos os indicadores medidos pela Confederação Nacional da Indústria (CNI) evoluíram de forma…

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.