Header Ad

Tribunal confirma impeachment da presidente da Coreia do Sul, Park Geun-hye

30 de novembro de -0001
14 Visualizações

Os oito juízes do Tribunal Constitucional ratificaram a resolução aprovada pelo Parlamento da Coreia do Sul, que retira definitivamente Park Geun-hye da função de presidente. Pelo menos duas pessoas morreram enquanto participavam das manifestações contra e a favor a decisão.

A procuradoria-geral do país considera que Park foi cúmplice no caso “Rasputina”, apelido de sua amiga Choi Soon-sil, acusada de aproveitar da sua amizade com a presidente para intervir em assuntos de Estado, apesar de não ocupar nenhum cargo público, e de articular uma ação de extorsão de empresas. As empresas doaram grandes quantidades de recursos a várias fundações, que foram apropriadas por Soon-sil. As informações são da Agência Télam.

Com a destituição, Park perde sua imunidade e a Coreia do Sul é obrigada a realizar novas eleições presidenciais em um prazo inferior a 60 dias, de acordo com a Agência EFE.

Apesar de não considerar o fato como motivo para a destituição de Park, a instância máxima judicial do país entende que está comprovado que Park deixou desatendidas suas obrigações como chefe de Estado, durante o naufrágio do ferry Sewol, em abril de 2014. Mais de 300 pessoas morreram, a maioria estudantes secundaristas.

A decisão da Corte Constitucional foi transmitida ao vivo por todas as televisões e rádios do país. Em Seul, as forças de segurança evitavam confrontos entre os seguidores e os adversários de Park Geun-hye.

Cerca de 21,6 mil agentes acorrentaram a instância máxima judicial sul-coreana, a Casa Azul e outras dependências governamentais para evitar depredações.

Durante os protestos, pelo menos duas pessoas morreram, segundo a agência de notícias Yonhap.

RECOMENDAMOS

Brasil
0 shares5 views

Três homens são mortos em operação da polícia na Cidade de Deus

CONEWS - nov 21, 2017

A Polícia Civil do Rio de Janeiro realizou hoje (21) uma operação na Cidade de Deus, zona oeste da cidade,…

Brasil
0 shares7 views

TRF2 ordena nova prisão de Picciani, Melo e Albertassi após decisão da Alerj

CONEWS - nov 21, 2017

O Tribunal Regional Federal da 2a Região (TRF2) expediu uma nova ordem de prisão e afastamento do cargo para os…

Brasil
0 shares17 views

Em apresentação a diplomatas, CNI mostra dados que indicam fim da recessão

CONEWS - nov 21, 2017

Pela primeira vez nos últimos três anos todos os indicadores medidos pela Confederação Nacional da Indústria (CNI) evoluíram de forma…

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.