Header Ad

Vaz afirma que faltou matar jogo e admite falha em recuo; Berrío se cala

30 de novembro de -0001
9 Visualizações

O Flamengo desembarcou no Rio de Janeiro na manhã desta quinta-feira após a derrota para a Universidad Católica, por 1 a 0, no Chile. No saguão do aeroporto do Galeão, o zagueiro Rafael Vaz comentou o revés e sua atuação na partida. Em relação ao rendimento coletivo, acredita que time perdeu de “cabeça erguida”- Aprendemos que quando tivermos oportunidade temos que aprender matar a partida, porque Libertadores é assim, temos uma ou duas oportunidades no máximo. Perdemos de cabeça erguida. Nosso time correu, mostrou vontade, agora é levantar a cabeça porque não tem nada perdido, ainda tem muita coisa pela frente. Nosso time está preparado agora para aguentar essa carga – declarou.

Para o defensor, em uma auto-avaliação, seu único erro grave na partida foi o recuo que quase resultou num gol do atacante Santiago Silva (confira no vídeo acima). Segundo ele, a derrota foi sentida por ser fruto de apenas uma falha. – Infelizmente eu fui voltar a bola para o Muralha e não olhei antes. Fui infeliz no passe, mas foi só um lance. Foi um lance atípico em que eu não poderia ter errado, mas acontece, estou bem tranquilo. Agora é retomar o trabalho, descansar que no fim de semana já tem jogo. Não foi uma má atuação, se não fosse a bola parada nosso time não perderia o jogo. A não ser a recuada, ao meu ver, eu não cheguei a ter falhas decisivas. Não foi ruim, mas não foi 100% porque não vencemos – disse Vaz.Vaz também respondeu as críticas sobre a saída de bola. Considerado um zagueiro técnico e acostumado a lançar bolas, o jogador recorreu a um velho chavão para justificar opiniões contrárias.-  É engraçado. Se a gente tentar dar um chapéu e erra, é culpado. Se a gente dá chutão também é culpado. A gente não sabe mais o que faz para agradar, mas se nem Deus agradou a todos, quem sou eu para agradar? O Zé (Ricardo) pede para sempre sair jogando, não modificar o meu jogo. Estou aqui para segurar as críticas. Jogar fora de casa, na Libertadores, é muito difícil. A gente sabia que seria assim – finalizou.

Berrío em silêncio

Expulso no fim do duelo, o atacante Orlando Berrío desembarcou em silêncio no Rio de Janeiro. A única pergunta que respondeu – com os microfones desligados –  foi se a reação violenta que provocou o vermelho teria sido motivada por ato de racismo. O colombiano negou.

A questão surgiu pois Berrío também teve reação explosiva – e foi expulso – na Libertadores passada, quando, com a camisa do Atlético Nacional, alegou ter sido ofendido por jogadores do Rosario Central, em duelo válido pelas quartas de final e que acabou decidido com gol dele e em vitória por 3 a 1.

RECOMENDAMOS

Festival de Brasília anuncia vencedores neste domingo
Brasil
0 shares152 views
Brasil
0 shares152 views

Festival de Brasília anuncia vencedores neste domingo

CONEWS - set 24, 2017

Os vencedores do 50º Festival de Brasília do Cinema Brasileiro serão anunciados hoje (24), durante a cerimônia de encerramento do…

Governo do Rio anuncia criação de Fundo de Segurança com royalties do pré-sal
Brasil
0 shares13 views
Brasil
0 shares13 views

Governo do Rio anuncia criação de Fundo de Segurança com royalties do pré-sal

CONEWS - set 24, 2017

O governador do Rio de Janeiro, Luiz Fernando Pezão, anunciou hoje (24) a criação do Fundo de Segurança, que terá…

Mesmo poluída, Baía de Guanabara é fonte de renda para milhares de pescadores
Brasil
0 shares17 views
Brasil
0 shares17 views

Mesmo poluída, Baía de Guanabara é fonte de renda para milhares de pescadores

CONEWS - set 24, 2017

Aos 67 anos, Sérgio Souza dos Santos, pescador há 58 anos, lembra com saudades dos bons tempos de pesca na…

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.