Header Ad

Feghali diz que governo não tem votos para aprovar reforma; Pestana quer negociar aposentadoria por invalidez

30 de novembro de -0001
17 Visualizações

A deputada Jandira Feghali (PCdoB-RJ) disse que o resultado da votação na comissão não significa nada porque o governo só precisa de 19 votos para ganhar. “No Plenário são 308 e o governo não tem estes votos.”

Segundo ela, a greve geral da última sexta-feira pressionou ainda mais os deputados da base do governo.

O deputado Marcus Pestana (PSDB-MG) disse que o seu partido vai votar a favor do relatório, mas ainda quer negociar questões como a aposentadoria por incapacidade (invalidez).

A ideia é manter o mesmo cálculo para quem fica incapaz no trabalho e para quem sofre algum acidente fora dele. No relatório atual, o valor é menor para o segundo caso.

A Comissão Especial da Reforma da Previdência (PEC 287/16) está reunida para discutir e votar o relatório final do deputado Arthur de Oliveira Maia (PPS-BA).

A comissão está reunida no plenário 2.

Assista também pelo canal da Câmara dos Deputados no YouTube

RECOMENDAMOS

Sem reforma, 80% do orçamento irão para a Previdência em 10 anos, diz Meirelles
Brasil
0 shares5 views
Brasil
0 shares5 views

Sem reforma, 80% do orçamento irão para a Previdência em 10 anos, diz Meirelles

CONEWS - nov 22, 2017

O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, disse hoje (22) que vê possibilidades concretas de aprovação da reforma da Previdência. Após…

Brasil
0 shares14 views

Anatel registra queda de 5,7% nas reclamações contra empresas de telecomunicação

CONEWS - nov 22, 2017

O  número de reclamações feitas em outubro na Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) caiu 5,7% na comparação com o mesmo…

Maia pede mais diálogo com parlamentares antes de votar reforma da Previdência
Brasil
0 shares16 views
Brasil
0 shares16 views

Maia pede mais diálogo com parlamentares antes de votar reforma da Previdência

CONEWS - nov 22, 2017

A participar hoje (22) da abertura do seminário de amizade Brasil-Itália, o presidente da Câmara, deputado Rodrigo Maia (DEM-RJ), defendeu…

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.