Header Ad

Whatsapp fica instável no Brasil; empresa não explicou motivo

21 de julho de 2017
44 Visualizações

O aplicativo de troca de mensagens Whatsapp ficou instável no Brasil no fim da tarde de hoje (3). A empresa não informou o motivo do apagão, mas disse que está “ciente do problema e trabalhando para corrigi-lo o mais rápido possível”.

A assessoria de imprensa do WhatsApp disse que há registro de problemas em alguns países além do Brasil, mas não informou quais. Nas redes sociais, vários usuários relatam dificuldades para usar o aplicativo, que tem mais de 100 milhões de usuários no país.

O Sindicato Nacional das Empresas de Telefonia e de Serviço Móvel Celular e Pessoal (SindiTelebrasil) informou que a instabilidade não ocorreu por problema com as prestadoras. No início da noite, o aplicativo voltou a funcionar para alguns usuários no Brasil.

O WhatsApp já foi bloqueado algumas vezes no Brasil por determinação judicial. O bloqueio mais recente foi em julho do ano passado, quando o aplicativo ficou fora do ar por determinação da Justiça, no Rio de Janeiro, mas voltou a funcionar no mesmo dia, depois de uma decisão do Supremo Tribunal Federal.

RECOMENDAMOS

Brasil
0 shares11 views

Técnicos dizem que conectar empresas com indústria é desafio para a inovação

CONEWS - set 22, 2017

A indústria convencional brasileira começa a adquirir soluções de inovação criadas por empresas startups (emergentes), de acordo com a Agência…

Brasil
0 shares15 views

Empresários da indústria estão mais confiantes, diz CNI

CONEWS - set 22, 2017

Os empresários estão mais confiantes, segundo pesquisa da Confederação Nacional da Indústria (CNI) divulgada hoje (21) pela internet. O Índice…

Estoque do Tesouro Direto atinge recorde de R$ 47,7 bilhões; expansão é de 0,8%
Brasil
0 shares16 views
Brasil
0 shares16 views

Estoque do Tesouro Direto atinge recorde de R$ 47,7 bilhões; expansão é de 0,8%

CONEWS - set 22, 2017

O estoque do Tesouro Direto alcançou o valor recorde de R$ 47,7 bilhões em agosto, com um crescimento de 0,8%…

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.