Header Ad

Governo apresenta meta de 4 mil km de asfalto e plano de concessões aos produtores

30 de novembro de -0001
21 Visualizações

Em reunião do Conselho Diretor do Fundo Estadual de Transporte e Habitação (Fethab), realizada nesta quinta-feira (04.05) no Palácio Paiaguás, o Governo de Mato Grosso apresentou o planejamento das ações que serão executadas em 2017 e 2018 pela Secretaria de Infraestrutura e Logística (Sinfra). As obras rodoviárias devem ganhar ritmo acelerado a partir de agora, com o fim do período chuvoso que foi intenso neste ano.

“A meta é fechar a atual administração com a conclusão de 4 mil km de asfalto, considerando as obras de pavimentação e de reconstrução do antigo pavimento, atendendo a demanda por melhorias em todas as regiões do Estado”, declarou o secretário da Sinfra, Marcelo Duarte, ao divulgar o plano aos representantes das entidades do setor produtivo que participaram do encontro.

Ainda conforme o secretário, o primeiro passo já foi dado. Em dois anos, foram concluídos 1.430 km de asfalto, entre pavimentação (712 km) e reconstrução de estradas (718 km). Marcelo Duarte apontou que o trabalho vai ser intensificado neste momento com o fim das chuvas.

Para alcançar este resultado, explica o secretário, o Governo tem previsto para 2017 manter o andamento de 105 obras rodoviárias simultaneamente, envolvendo 693 km de pavimentação (71 obras) e 942 km de revitalização total da pista (34 obras).  “Tudo isso faz parte de um meticuloso planejamento que vem sendo feito pela Sinfra, com base nas diferentes fontes de recursos que possuímos à disposição”.

Marcelo Duarte afirmou, ainda, que o Fethab tem sido primordial para obter estes resultados na área da infraestrutura. Isso porque, todas as obras de restauração de rodovias pavimentadas estão sendo executadas com recursos do Fethab. Além disso, o fundo tem sido utilizado como contrapartida para o pagamento das obras de pavimentação rodoviária que tem sido financiada, por exemplo, com recursos do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES).

Em 4 anos, o Governo do Estado pretende concluir 4 mil quilômetros de asfalto, sendo 1.500 km de pavimentação (asfalto novo) e 2.500 de reconstrução do pavimento. A revitalização, destaca o secretário, nunca teve prioridade nas gestões passadas. Na atual, porém, foi criado um programa específico de recuperação de estradas. Para cumprir esta meta, não somente o Fethab vai financiar estas obras. O estado também conta com aporte do BNDES, CIDE, Prodestur e do Banco do Brasil.

Os resultados da Sinfra têm chamado atenção do setor produtivo, que, no final do ano passado, concordou em pagar adicionalmente o Fethab como forma de alavancar a melhoria da infraestrutura rodoviária. Atendendo ao pedido da classe produtiva, durante o encontro o secretário de Fazenda, Gustavo de Oliveira, confirmou que neste ano deve ser criada uma conta específica para os recursos do Fethab destinados às obras rodoviárias.  

Concessões

As futuras concessões rodoviárias também fazem parte do planejamento do Governo de Mato Grosso. “Trata-se de uma estratégia moderna, que vai aumentar de forma considerável a qualidade das rodovias do Estado, uma vez que no Brasil as 10 melhores rodovias são concessionadas. Isso prova que é um modelo de traz resultados para o usuário e para a economia como um todo”, declarou o vice-governador Carlos Fávaro, que participou na reunião do Conselho Diretor do Fethab.

O vice-governador Carlos Fávaro explicou que o Plano de Concessões tem objetivos claros de aumentar a competitividade da economia do Estado, além disso reduzir o custo logístico de transporte, bem como escoar com maior eficiência a produção agrícola e ampliar as exportações.

Pelo atual planejamento, o Governo tem no radar passar para concessão mais de 1.4 mil quilômetros de rodovias, divididas em sete trechos. Entre elas, a rodovia MT-130 em Primavera do Leste, a rodovia MT-246 em Barra do Bugres e a rodovia MT-220 em Sinop.

“Mas tudo isso ainda demanda mais estudos que serão aprofundados pela nossa equipe técnica. No momento, estamos avançando com os estudos de viabilidade. As rodovias vão receber investimentos, a reabilitação funcional de trafegabilidade e a recuperação da pista”, comentou o secretário Marcelo Duarte.  

RECOMENDAMOS

Brasil
0 shares15 views

Comitê de Monitoramento do Setor Elétrico descarta acionar térmicas mais caras

CONEWS - set 20, 2017

O Comitê de Monitoramento do Setor Elétrico (CMSE), ligado ao Ministério de Minas e Energia, decidiu ontem (19), em reunião…

Câmara rejeita PEC que criava “distritão” para eleições de 2018
Brasil
0 shares17 views
Brasil
0 shares17 views

Câmara rejeita PEC que criava “distritão” para eleições de 2018

CONEWS - set 20, 2017

A Câmara dos Deputados rejeitou o trecho da proposta de emenda à Constituição (PEC) que estabelecia o voto majoritário (conhecido…

Brasil
0 shares20 views

Grupo de trabalho definirá destino de peças religiosas apreendidas no século 20

CONEWS - set 19, 2017

Grupos religiosos de matriz africana solicitaram hoje (20), em audiência pública no Rio de Janeiro, a entrega de peças religiosas…

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.