Header Ad

Taques pede celeridade à Bolívia para liberação de voo de Cuiabá a Santa Cruz

30 de novembro de -0001
45 Visualizações

Com a possibilidade de operação internacional do Aeroporto Internacional Marechal Rondon, o governador Pedro Taques entregou ofício ao presidente do Estado Plurinacional da Bolívia, Evo Morales, para cobrar a liberação do voo comercial entre as duas capitais. A empresa Azul Linhas Áereas aguarda essa liberação para operar voos diários entre Cuiabá e Santa Cruz de la Sierra. 

Taques encontrou o presidente da Bolívia na última sexta-feira (05.05), em reunião nas dependências da empresa estatal de gás YPFB.  “Esse voo é mais um passo no nosso processo de integração regional. Também é fruto de trabalho do nosso governo, através do programa Voe MT, que colocamos em prática no ano passado”, disse o governador Pedro Taques. 

O chefe do Poder Executivo de Mato Grosso, destaca no ofício que a empresa precisa do aval da Autoridad de Telecomunicaciones y Transportes (ATT) e Dirección General de Aeronáutica (DGAC) para dar início nas operações entre as duas cidades. 

“Esta rota é extremamente esperada para o Estado de Mato Grosso. Apresentamos este pleito em razão da ampliação das oportunidades de turismo e de negócios entre Brasil e Bolívia, especialmente a região Centro-Oeste brasileira, aumentando a relação de irmandade entre estes dois países”, reforçou o governador no documento. 

As tratativas para a Azul Linhas Aéreas iniciou em 17 de junho de 2016, quando o governador esteve na sede da empresa e assinou um protocolo de intenções em que a Azul se comprometia a fazer os estudos para saber a viabilidade do voo. Com o resultado positivo, começou então o processo de liberação. 

O deputado federal Fábio Garcia acompanhou o governador Pedro Taques no encontro com o presidente boliviano e também os secretários Ricardo Tomczyk (Desenvolvimento Econômico) e Kleber Lima (Comunicação). 

Desde 2015, ainda no primeiro ano de gestão, Mato Grosso tem trabalhado no sentido de fortalecer as relações com o país vizinho. Em 2016, o Estado realizou a Caravana da Integração que saiu de Cuiabá, cruzou a Bolívia e o extremo-norte do Chile até chegar em Arequipa, no Peru. O objetivo foi integrar a região, buscar novas saídas para a produção mato-grossense e aumentar as relações comerciais. 

Voe MT 

O programa do governo para incentivar voos regionais prevê a redução de 20% do ICMS sobre o querosene de aviação para empresas que operam com voos regulares para, no mínimo, dois municípios do Estado. Empresas que operam com voos regulares em quatro municípios têm redução de 50% no ICMS do combustível. A porcentagem sobe para 60% para operação em cinco municípios.

A partir de seis municípios, a redução será de 72% no ICMS do querosene e 84% para empresas que operam em sete ou mais municípios com voos regionais.

Para voos internacionais, o Voe MT prevê a isenção da alíquota do ICMS nas saídas de combustível e lubrificantes para abastecimento de aeronaves com destino ao exterior, considerando que um município mato-grossense seja a origem, conexão ou destino. 

RECOMENDAMOS

Brasil
0 shares7 views

Banco Mundial diz que há espaço para elevar tributação sobre renda no Brasil

CONEWS - nov 21, 2017

Em relatório divulgado hoje (21), o Banco Mundial concluiu que há espaço para aumentar a tributação de grupos de alta…

Brasil
0 shares10 views

Dornelles depõe em ação contra ex-mulher de Cabral

CONEWS - nov 21, 2017

O vice-governador do Rio de Janeiro, Francisco Dornelles, prestou depoimento hoje (21) ao juiz da 7ª Vara Federal Criminal, Marcelo…

Brasil
0 shares8 views

Após nova ordem de prisão, Albertassi, Melo e Picciani se apresentam à PF

CONEWS - nov 21, 2017

Os deputados estaduais Edson Albertassi, Paulo Melo e Jorge Picciani se apresentaram à Polícia Federal (PF), nesta tarde (21), após…

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.