Header Ad

Comissão de Agricultura prosseguirá fiscalização sobre taxa de frete naval

30 de novembro de -0001
71 Visualizações

A Comissão de Agricultura, Pecuária, Abastecimento e Desenvolvimento Rural vai dar continuidade à fiscalização da arrecadação do Adicional de Frete para Renovação da Marinha Mercante (AFRMM) e sua aplicação pelo Fundo da Marinha Mercante (FMM) entre 2005 e 2014. Principal fonte de financiamento para construção naval, o AFRMM é aplicado sobre a remuneração do transporte aquaviário, com alíquotas cobradas sobre o valor do frete das cargas que chegam aos portos.

Em 2015, a comissão já havia encomendado ao Tribunal de Contas da União (TCU) uma auditoria sobre o tributo, por meio da Proposta de Fiscalização e Controle (PFC) 39/15. O trabalho originou o Acórdão 1.717/16, com quatro recomendações do tribunal ao Ministério dos Transportes. Entre elas, a maior transparência quanto ao uso dos recursos do FMM e a elaboração de estudos técnicos que avaliem o impacto do fundo sobre a indústria naval. O acórdão também deu conta de que cerca de 80% dos recursos do fundo estão concentrados em apenas 21 empresas.

Investigação de empresas
Agora, com base nas informações prestadas pelo TCU, a Comissão de Agricultura vai requisitar, por meio do Ministério da Fazenda, novas informações à Comissão de Valores Mobiliários (CVM) sobre eventuais fundos de investimentos que tenham como objeto as empresas apontadas pelo tribunal como as principais recebedoras de recursos do FMM entre 2005 e 2014; e a Superintendência Nacional de Previdência Complementar (Previc) sobre investimentos porventura realizados por entidades de previdência complementar em proveito de tais empresas.

O novo pedido foi mais uma vez apresentado pelo deputado Sergio Souza (PMDB-PR), desta vez por meio da PFC 93/16, aprovada pela comissão em abril. O relator, deputado Dagoberto Nogueira (PDT-MS), recomendou a execução da proposta.

O objetivo é apurar se há ou não concomitância de investimentos sobre o mesmo objeto de investimento. “Cabe verificar se houve violação, de forma premeditada ou não, de norma legal, de modo a proceder à identificação dos responsáveis e obter o ressarcimento por eventual dano”, esclareceu Dagoberto Nogueira.

Ele lembrou que o AFRMM onera significativamente o frete do transporte de cabotagem, principalmente para produtos como grãos, farinha de trigo, sal e fertilizantes. “Por essa razão, os recursos obtidos com o adicional devem ser adequada e corretamente aplicados”, disse o relator.

RECOMENDAMOS

Brasil
0 shares13 views

FMI rebaixa perspectivas de crescimento dos EUA

CONEWS - jul 24, 2017

O Fundo Monetário Internacional (FMI) informou hoje, em Kuala Lumpur, que rebaixou as perspectivas de crescimento econômico dos Estados Unidos…

Brasil
0 shares41 views

Sobe para 9 o número de mortos entre imigrantes achados em caminhão no Texas

CONEWS - jul 23, 2017

Uma pessoa que estava no mesmo caminhão onde foram encontrados mortos oito imigrantes também morreu horas mais tarde em um…

Brasil
0 shares47 views

Sobe para nove número de mortos entre imigrantes achados em caminhão no Texas

CONEWS - jul 23, 2017

Uma pessoa que estava no mesmo caminhão onde foram encontrados mortos oito imigrantes também morreu horas mais tarde em um…

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.