Header Ad

Governador e superintendente da Infraero vistoriam obras das novas alas do aeroporto

30 de novembro de -0001
53 Visualizações

As obras finalizadas das novas alas (A e B) do Aeroporto Marechal Rondon, em Várzea Grande, região metropolitana de Cuiabá, foram vistoriadas pelo governador do Estado, Pedro Taques, e pela superintendente da Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero), Bárbara Antônia dos Reis Netto. A visita aconteceu na manhã desta terça-feira (09.05) e marcou as comemorações do aniversário de 269 anos do Estado de Mato Grosso e de 150 anos de Várzea Grande.

A inspeção contou ainda com a presença da secretária de Estado das Cidades, Juliana Ferrari, do deputado Wilson Santos, do secretário de Turismo, Luiz Carlos Nigro, além da prefeita de Várzea Grande, Lucimar Campos, bem como do secretário de Governo do Município, Jayme Campos.

Os setores A e B do terminal, alvos da vistoria, contemplam as áreas de embarque e desembarque doméstico e embarque internacional do aeroporto, e estão concluídos. As obras gerais do aeroporto já atingem a marca de 80%.

Segundo o governador Pedro Taques, a reforma do aeroporto Marechal Rondon, que compõe a lista das obras da Copa do Mundo, é uma prioridade do Governo de Mato Grosso e será concluída e entregue à população. O chefe do Executivo estadual explicou ainda que os trabalhos estão na sua reta final e que após a finalização o aeroporto terá uma boa classificação no ranking nacional. “Nós não entregamos obras pela metade e tenho certeza que a Infraero também. Hoje, 80% da obra está pronta e falta um restante (parte antiga ala C) que passará a ser reformada agora. Tenho certeza que o aeroporto Marechal Rondon, no próximo levantamento da Secretaria da Aviação Civil, já estará melhor avaliado, não mais nos envergonhará como um dos piores aeroportos do país”, enfatizou ele apontando para o trabalho executado pelo Consórcio Marechal Rondon, responsável pela obra, e fiscalizado pela Secid.

O deputado Wilson Santos, que comandou a Secid, enfatizou que a finalização das novas alas do terminal aeroportuário foi possível devido ao respeito e à responsabilidade com que o governador Pedro Taques tratou a obra. “Os passageiros merecem o que há de melhor. Essa obra ficou quase dois anos parada e nesse período o ar-condicionado não funcionou e agora, com a retomada e a finalização das alas A e B, temos recebido da Agência Nacional de Viação Civil (Anac) e da Infraero excelentes avaliações. Essa visita hoje foi para apresentar dois terços do aeroporto. Nos resta ainda um terço, que deve ser entregue até 31 de agosto”, explicou ele, complementando que o Marechal Rondon tem despertado grande interesse da iniciativa privada pelo número de passageiros que transitam pelo local e pelo baixo custo de manutenção.

Wilson Santos acrescentou ainda que a meta do governador Pedro Taques é colocar o aeroporto entre os melhores do país, após a conclusão total da obra. “Nós vamos concluir nossa missão de entregar esse aeroporto como um dos 10 melhores aeroportos do Brasil. Essa é uma meta que nós estabelecemos e que perseguimos diuturnamente”, afirmou Santos.

Obra

Entre os serviços finalizados nessa fase estão, por exemplo, a instalação da parte de forro modular metálico (“colmeia”) do setor de desembarque, do pavimento térreo, bem como o forro instalado no embarque superior do terminal, utilizado em voos domésticos e internacionais. Somado a isso, também aparecem na lista o funcionamento do ar condicionado, a reforma dos sanitários da praça de alimentação, a automatização das portas de entrada do terminal e a finalização da ponte de embarque 3, bem como o início da implementação da ponte 4. “Para se ter uma ideia, com o término das quatro pontes de embarque previstas no projeto, 70% das pessoas que desembarcarem no Marechal Rondon usarão o novo sistema”, explanou ele, destacando o avanço dos serviços no terminal desde o final do ano passado.

A obra completa do aeroporto está orçada em R$ 84,63 milhões e até o momento já foram executados 80% dos serviços. A previsão é de entrega final no mês de agosto de 2017.

O Marechal Rondon é hoje uma das principais portas de entrada de Mato Grosso e as obras de reforma do terminal garantirão, além de mais conforto aos usuários, a ampliação da capacidade de fluxo de passageiros para até cinco milhões de pessoas por ano. Em 2016, a movimentação de pessoas no complexo chegou a 2,8 milhões, segundo dados da Infraero. A projeção para 2017 é que a base cresça para até 3,2 milhões de passageiros no ano.

RECOMENDAMOS

Brasil
0 shares7 views

Banco Mundial diz que há espaço para elevar tributação sobre renda no Brasil

CONEWS - nov 21, 2017

Em relatório divulgado hoje (21), o Banco Mundial concluiu que há espaço para aumentar a tributação de grupos de alta…

Brasil
0 shares10 views

Dornelles depõe em ação contra ex-mulher de Cabral

CONEWS - nov 21, 2017

O vice-governador do Rio de Janeiro, Francisco Dornelles, prestou depoimento hoje (21) ao juiz da 7ª Vara Federal Criminal, Marcelo…

Brasil
0 shares8 views

Após nova ordem de prisão, Albertassi, Melo e Picciani se apresentam à PF

CONEWS - nov 21, 2017

Os deputados estaduais Edson Albertassi, Paulo Melo e Jorge Picciani se apresentaram à Polícia Federal (PF), nesta tarde (21), após…

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.