Header Ad

Serviços de atenção a usuários de drogas fecham após conflito na Cracolândia

30 de novembro de -0001
28 Visualizações

A interrupção ocorre após conflito ocorrido ontem (10) no local. O tumulto começou, segundo a Guarda Civil Metropolitana (GCM), quando agentes da corporação atendiam ao chamado de uma ocorrência de roubo na área. A Polícia Militar foi acionada e reforçou a ação. Foram usadas balas de borracha e bombas de gás contra os usuários de drogas da região.

Lojas são saqueadas durante conflito entre usuários de drogas e a polícia no bairro Santa Ifigênia, região conhecida como CracolândiaRovena Rosa/Arquivo/Agência Brasil

Os moradores e frequentadores da Cracolândia reagiram à entrada da polícia com pedras e fizeram barricadas, ateando fogo em objetos. Os policiais chegaram a derrubar barracas que estavam montadas no local. Durante a tarde, lojas do entorno fecharam as portas e algumas foram saqueadas. Duas pessoas foram presas e encaminhadas ao 77º Distrito Policial.

Hoje as marcas dos distúrbios ainda eram visíveis na região, com carros depenados e muito lixo queimado. “Está parecendo cena de guerrilha, igual àqueles filmes que a gente vê na TV, só destruição”, disse o morador da região Rodney Pereira.

Segundo assessor de comunicação da Polícia Militar do Estado de São Paulo, Major Antunes, as autoridades estão trabalhando juntas para resolver o problema da área tomada por usuários e traficantes de drogas. “Está sendo feito uma ação em conjunto com a prefeitura e o governo estadual para que dê uma solução a este problema dentro em breve.”

Direitos Humanos

O coletivo A Craco Resiste, movimento contra a violência policial na Cracolândia, vai iniciar uma vigilância diária no local para tentar amenizar ações de violência aos usuários de drogas da área. “Vamos tentar diminuir o máximo possível os danos de uma provável ação. A intenção é tentar amenizar qualquer dano a essas pessoas”, disse o representante do coletivo, Raphael Escobar.

De acordo com Escobar, a vigilância diária no local terá diversos parceiros, entre eles meios de comunicação, advogados, defensoria pública, sociedade civil e coletivos de defesa dos diretos humanos.

Procurada sobre a prisão das duas pessoas na 77º Distrito Policial, a Secretaria de Segurança Pública não se manifestou.

*Colaborou Eliane Gonçalves, da Rádio Nacional

RECOMENDAMOS

Brasil
0 shares8 views

Atentado suicida em Kabul mata 24 pessoas e fere 42

CONEWS - jul 24, 2017

Pelo menos 24 civis morreram e outros 42 ficaram feridos em um atentado suicida cometido hoje (24) com um veículo…

Brasil
0 shares17 views

FMI rebaixa perspectivas de crescimento dos EUA

CONEWS - jul 24, 2017

O Fundo Monetário Internacional (FMI) informou hoje, em Kuala Lumpur, que rebaixou as perspectivas de crescimento econômico dos Estados Unidos…

Brasil
0 shares41 views

Sobe para 9 o número de mortos entre imigrantes achados em caminhão no Texas

CONEWS - jul 23, 2017

Uma pessoa que estava no mesmo caminhão onde foram encontrados mortos oito imigrantes também morreu horas mais tarde em um…

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.

Serviços de atenção a usuários de drogas fecham após conflito na Cracolândia

A interrupção ocorre após conflito ocorrido ontem (10) no local. O tumulto começou, segundo a Guarda Civil Metropolitana (GCM), quando agentes da corporação atendiam ao chamado de uma ocorrência de roubo na área. A Polícia Militar foi acionada e reforçou a ação. Foram usadas balas de borracha e bombas de gás contra os usuários de drogas da região.

Lojas são saqueadas durante conflito entre usuários de drogas e a polícia no bairro Santa Ifigênia, região conhecida como CracolândiaRovena Rosa/Arquivo/Agência Brasil

Os moradores e frequentadores da Cracolândia reagiram à entrada da polícia com pedras e fizeram barricadas, ateando fogo em objetos. Os policiais chegaram a derrubar barracas que estavam montadas no local. Durante a tarde, lojas do entorno fecharam as portas e algumas foram saqueadas. Duas pessoas foram presas e encaminhadas ao 77º Distrito Policial.

Hoje as marcas dos distúrbios ainda eram visíveis na região, com carros depenados e muito lixo queimado. “Está parecendo cena de guerrilha, igual àqueles filmes que a gente vê na TV, só destruição”, disse o morador da região Rodney Pereira.

Segundo assessor de comunicação da Polícia Militar do Estado de São Paulo, Major Antunes, as autoridades estão trabalhando juntas para resolver o problema da área tomada por usuários e traficantes de drogas. “Está sendo feito uma ação em conjunto com a prefeitura e o governo estadual para que dê uma solução a este problema dentro em breve.”

Direitos Humanos

O coletivo A Craco Resiste, movimento contra a violência policial na Cracolândia, vai iniciar uma vigilância diária no local para tentar amenizar ações de violência aos usuários de drogas da área. “Vamos tentar diminuir o máximo possível os danos de uma provável ação. A intenção é tentar amenizar qualquer dano a essas pessoas”, disse o representante do coletivo, Raphael Escobar.

De acordo com Escobar, a vigilância diária no local terá diversos parceiros, entre eles meios de comunicação, advogados, defensoria pública, sociedade civil e coletivos de defesa dos diretos humanos.

Procurada sobre a prisão das duas pessoas na 77º Distrito Policial, a Secretaria de Segurança Pública não se manifestou.

*Colaborou Eliane Gonçalves, da Rádio Nacional

RECOMENDAMOS

Brasil
0 shares8 views

Atentado suicida em Kabul mata 24 pessoas e fere 42

CONEWS - jul 24, 2017

Pelo menos 24 civis morreram e outros 42 ficaram feridos em um atentado suicida cometido hoje (24) com um veículo…

Brasil
0 shares17 views

FMI rebaixa perspectivas de crescimento dos EUA

CONEWS - jul 24, 2017

O Fundo Monetário Internacional (FMI) informou hoje, em Kuala Lumpur, que rebaixou as perspectivas de crescimento econômico dos Estados Unidos…

Brasil
0 shares41 views

Sobe para 9 o número de mortos entre imigrantes achados em caminhão no Texas

CONEWS - jul 23, 2017

Uma pessoa que estava no mesmo caminhão onde foram encontrados mortos oito imigrantes também morreu horas mais tarde em um…

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.