Header Ad

Justiça do Rio mantém preso comandante de UPP do Caju por porte de arma ilegal

30 de novembro de -0001
30 Visualizações

O Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro decidiu manter a prisão preventiva do comandante da Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) do Caju, major Alexandre Silva Frugoni de Souza. O oficial e mais três policiais militares foram presos no último dia 11, depois que a Corregedoria da Polícia Militar encontrou armas ilegais, drogas e munição nos armários da base da UPP e no gabinete do comandante.

A decisão do juiz Marco Couto foi tomada ontem (16) depois de uma audiência de custódia. A justificativa do magistrado é que a prisão é necessária para garantir a ordem pública. O major responderá à ação penal pelo crime de porte ilegal de arma de fogo.

Ainda de acordo com o magistrado, o comandante da UPP do Caju, que fica na zona portuária da cidade do Rio de Janeiro, é inadmissível a conduta do oficial, cuja função serve de “farol para iluminar as condutas de seus subordinados”.

RECOMENDAMOS

Brasil
0 shares26 views

Mugabe voltará a negociar sua saída com comandantes do exército neste domingo

CONEWS - nov 18, 2017

O presidente do Zimbábue, Robert Mugabe, se reunirá amanhã (19) com os chefes do Exército para uma segunda rodada de…

Brasil
0 shares29 views

Temer e Rodrigo Maia discutem reforma da Previdência durante reunião no Alvorada

CONEWS - nov 18, 2017

O presidente Michel Temer e o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), se reuniram hoje (18), no Palácio da Alvorada,…

Argentina mantém buscas por submarino desaparecido com 44 tripulantes
Brasil
0 shares34 views
Brasil
0 shares34 views

Argentina mantém buscas por submarino desaparecido com 44 tripulantes

CONEWS - nov 18, 2017

O porta-voz da Armada Argentina, Enrique Balbi, informou que “não descarta nenhuma hipótese”, mas acredita que o submarino “esteja em…

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.