Header Ad

Preço das hortaliças aumenta em outubro; frutas ficam mais baratas

30 de novembro de -0001
63 Visualizações

A batata e a cenoura registraram os maiores aumentos. Em setembro, a batata havia apresentado a maior queda nas cotações. No entanto, em outubro, teve aumento superior a 90% nos estados de Goiás e do Paraná. A batata também ficou mais cara no Distrito Federal (67%), no Rio de Janeiro (58%), no Espírito Santo (54%) e em São Paulo (42%).

A batata teve aumento de mais de 90% nos estados de Goiás e do ParanáArquivo/Agência Brasil

No caso da cenoura, a alta de preços chegou a 49% no Espírito Santo, seguido por aumentos de 23% a 26% no Distrito Federal, no Paraná e em Goiás. Para as duas hortaliças, a alta se deve à diminuição da oferta da safra de inverno.

Frutas

O boletim da Conab mostra que, em outubro, as frutas ficaram mais baratas na maioria das Ceasas analisadas. O preço de algumas frutas natalinas já começou a cair, entre as quais o pêssego, 54% mais barato, a ameixa (20%) e o damasco (3%).

O mamão teve um recuo de preço de 44% em Goiás e de 23% em Minas Gerais. Após os meses de agosto e setembro, a banana também ficou mais em conta. Na Ceasa Minas, a fruta ficou 17% mais barata. Houve queda de 14% em Pernambuco, de 13% em Goiás e de 12% no Espírito Santo.

*Estagiária sob supervisão da editora Juliana Andrade

RECOMENDAMOS

Brasil
0 shares32 views

MEC deve homologar Base Comum Curricular na próxima quarta-feira

CONEWS - dez 15, 2017

O Ministério da Educação informou que a Base Nacional Comum Curricular (BNCC), aprovada hoje (15) pelo Conselho Nacional de Educação…

Brasil
0 shares28 views

Gilmar Mendes prevê dificuldades com fake news nas eleições de 2018

CONEWS - dez 15, 2017

O presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministro Gilmar Mendes, previu que as eleições de 2018 serão um desafio para…

Brasil
0 shares34 views

Raquel Dodge se manifesta contra lei que deu status de ministro a Moreira Franco

CONEWS - dez 15, 2017

A procuradora-geral da República, Raquel Dodge, enviou ao Supremo Tribunal Federal (STF) parecer em que se manifesta contra a lei…

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.