Header Ad

Câmara aumenta pena para motorista alcoolizado que provocar acidente com morte

30 de novembro de -0001
58 Visualizações

A Câmara dos Deputados aprovou hoje (6) o aumento da pena para motoristas sob efeito de álcool ou drogas que provocar acidente com morte. Pelo texto, a punição para o crime será de reclusão de cinco a oito anos. O Projeto de Lei 5568/13, de autoria da deputada Keiko Ota (PSB-SP), já passou pelo Senado e agora segue para sanção presidencial.

O texto original da Câmara, aprovado em setembro de 2015, estabelecia pena de detenção de dois a quatro anos. Com o prazo alterado pelo Senado, a matéria precisou retornar para votação pelos deputados. A atual penalidade administrativa de suspensão ou proibição de se obter a permissão ou a habilitação para dirigir veículo automotor continua valendo.

No plenário, os deputados rejeitaram duas alterações ao texto feitas pelo Senado, uma delas a que acabava com o limite máximo de álcool a partir do qual o condutor flagrado pode ser condenado a pena de detenção de seis meses a três anos, multa e suspensão da carteira ou proibição de obtê-la. Atualmente, é prevista pena para o condutor flagrado dirigindo com concentração igual ou superior a 6 decigramas de álcool por litro de sangue ou igual ou superior a 0,3 miligrama de álcool por litro de ar nos pulmões.

As novas regras entrarão em vigor após 120 dias da publicação da lei.

RECOMENDAMOS

Brasil
0 shares1 views

PF e CGU apuram suspeita de desvio de recursos de merenda escolar no Amapá

CONEWS - dez 15, 2017

A Polícia Federal (PF), a Controladoria-Geral da União (CGU) e o Ministério Público Federal (MPF) deflagraram hoje (15), em Macapá,…

Leilão de linhas de transmissão de energia deve gerar investimentos de R$ 8,7 bi
Brasil
0 shares11 views
Brasil
0 shares11 views

Leilão de linhas de transmissão de energia deve gerar investimentos de R$ 8,7 bi

CONEWS - dez 15, 2017

O leilão da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) realizado hoje (15) na empresa B3, antiga BM&F Bovespa, na capital…

Brasil
0 shares11 views

Autorização para psicólogos aplicarem terapia de reorientação sexual é mantida

CONEWS - dez 15, 2017

O juiz Waldemar Cláudio de Carvalho, da 14ª Vara Federal de Brasília, decidiu hoje (15) tornar definitiva a decisão liminar…

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.